v Obra24horas | Entrevistas > Paulo Rogério Fernandez
Obra24horas > Entrevistas >
ENTREVISTAS

Sistema de captação de água das chuvas prioriza a economia e sustentabilidade

 

Paulo Rogério Fernandez

 

Há dois meses, a Hydro Z, empresa estabelecida com o propósito de explorar oportunidades geradas pela necessidade atual e futura do uso racional da água, lançou no mercado o Pluvi Home, primeiro sistema integrado de captação de tratamento de água das chuvas que pode ser instalado em residências e comércio.

A solução, que proporciona redução de gastos e consumo de água, atua em três etapas de tratamento para garantir a qualidade da água, que será utilizada em diversas aplicações do dia a dia, como lavagem de roupas, piscinas, lavagem de automóveis, regas, lavagem de áreas comuns e até descargas de vasos sanitários.

Para entendermos melhor o funcionamento desse equipamento e a importância do lançamento de produtos como esses, amigos do meio ambiente, entrevistamos o Paulo Rogério Fernandez, diretor executivo da Hydro Z.

Obra24Horas: Como funciona o Pluvi Home?

Paulo Rogério Fernandez: A proposta do sistema de capacitação de chuva foi o último lançamento da Hydro Z nesse segmento. O público já conhecia o Pluvi Business, um equipamento que funciona com aplicações mais rigorosas e é voltado para a indústria, comércio e grandes hotéis. Inauguramos a nossa entrada nesse segmento e após um ano, saímos com o Pluvi Home.

Muitas vezes o trabalho é feito para desmistificar as coisas, nesse caso, água da chuva, não precisamos mistificar. Esse caso é muito interessante, pois se nós molharmos com a água da chuva não vai ser prejudicial, mas se usarmos a água da calha, por exemplo, será prejudicial, pois ela estava em contato com o telhado ou o chão, locais sujos que concentram bactérias e outros males. O Pluvi Home capta essa água do telhado, que a partir do momento que entra em contato com uma das superfícies perde a pureza e pode se contaminar com diversas situações, já que se trata de superfícies que nunca são limpas e higienizadas. E nosso produto realiza três processos mínimos: o gradiamento, que é a separação dos elementos maiores da água como as folhas, pena de pássaro, insetos mortos, entre outros ; a filtragem, que é a remoção de partículas bem menores da água, como a foligem; e por último a desinfecção, que seria a retirada de elementos que, podem ou não haver com maior ou menos intensidade, e que vemos só com microscópicos, que são os germes e bactérias.

O aparelho realiza um processo de tratamento primário da água. Ele não proporciona água potável, mas aplicações nobres, como por exemplo regar planta, lavar roupa, higienização do piso, entre outras.


Obra24Horas: Qual a principal função do Pluvi Home?

Paulo Rogério Fernandez: A sua virtude é condensar esses três processos em um gabinete compacto que é inserido no tubo de descida da calha.

O Pluvi Home é dividido em três partes: gabinete central, tanque de retenção temporário e kit de recalque. O tanque de retenção tem capacidade para 500 litros e tem um design retangular, de 40 cm de largura, para ficar encostado nas paredes laterais da casa. Há duas saídas, uma lateral e outra em que a água que sai da calha vai para o tanque de armazenamento temporário, cujo objetivo é estar sempre vazio, e servir de pulmão regulador. O kit de recalque, por sua vez, vai pegar a água desse tanque e jogar em um lugar que seja do desejo da pessoa. Pode bombear diretamente para uma caixa d’água no telhado. A bomba é ligada automaticamente, já que o sistema é todo automatizado e a pessoa não precisa estar em casa para ligar a bomba, quando começar a chover, por exemplo.

Obra24Horas: Porque lançar um produto que utiliza a água da chuva?

Paulo Rogério Fernandez: O Pluvi Home não realiza a reutilização da água da chuva, o que faz isso é a estação de tratamento de água, que pega o esgoto, nas maiores contribuições, e a torna própria para uso. Fazer esse processo em uma residência é inviável. O equipamento deixa a água viável para ser usada em tudo aquilo que não prevê a potabilidade, ou seja, cozinhar, beber, tomar banho, etc. A rega de jardim, por exemplo, gasta uma quantidade de água absurda e poucas pessoas têm consciência disso, então, a água gerada pela Pluvi Home pode ser usada para esse fim, poupando a água limpa e potável.


Obra24Horas: O senhor percebe que essa preocupação ambiental é geral hoje?

Paulo Rogério Fernandez: Na realidade a questão ambiental é mencionada, mas a primeira e disparada questão é a econômica. Agora, se der para fazer economia contribuindo com o meio ambiente, para o consumidor é excelente.


Obra24Horas: Qual a vantagem de utilizar água da chuva?

Paulo Rogério Fernandez: Economia em primeiro lugar. Mas a atitude ambiental, normalmente gera economia, já que está orientada no uso racional dos recursos e isso, naturalmente, traz uma vantagem econômica, principalmente quando falamos do uso direto do cidadão. No entanto, o primeiro interesse que a pessoa enxerga é, claramente, a redução que terá no seu consumo e ela se sente feliz e satisfeita de estar adotando, ao mesmo tempo, uma atitude ambiental.

Obra24Horas: Esse é o primeiro produto desse tipo a ser comercializado no Brasil?

Paulo Rogério Fernandez: Os dois produtos são patenteados e inéditos, são específicos para a aplicação que prevê essas etapas e as várias utilizações.

 

Entrevista para a jornalista Érica Nacarato, redatora do Portal Obra24horas. 

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2021
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso