v Obra24horas | Entrevistas > ONG visa melhores moradias e condições habitacionais para famílias do mundo todo
Obra24horas > Entrevistas >
ENTREVISTAS

ONG visa melhores moradias e condições habitacionais para famílias do mundo todo

 

Mário Vieira
Criada em 1976, a Habitat para a Humanidade é uma organização global não-governamental que atua na área da habitação. Presente em mais de 70 países, ela mobiliza pessoas e diferentes parceiros para construir casas, comunidades e esperança. Desde sua fundação, a ONG já atendeu a mais de 800.000 famílias no mundo, construindo e reformando casas, advogando por políticas habitacionais justas e oferecendo capacitação e acesso a recursos para apoiar famílias a melhorar suas condições de moradia.

Em São Paulo, a Habitat para a Humanidade atua dentro das moradias, por meio de reformas em casas em situação de precariedade, que colocam em risco a saúde, educação e segurança de seus moradores.

O Portal Obra24Hora entrevistou Mário Vieira, diretor executivo da Habitat para a Humanidade, para conhecer melhor o trabalho da ONG. Confira.

Obra24Horas: O que é a Habitat para a Humanidade?

Mário Vieira: A Habitat para a Humanidade (HPH) é uma organização cristã, sem fins lucrativos, que acredita que toda pessoa deve ter um lugar adequado, seguro e acessível para morar. Sua missão é construir e reformar moradias definitivas em todo o mundo usando técnicos, trabalho voluntário e doações. Foi fundada em 1976 pelo casal Millard e Linda Fuller. Habitat é especializada em melhorias habitacionais permanentes em comunidades de baixa renda, e não há outra ONG fazendo isso em São Paulo.

Em São Paulo, a Habitat para a Humanidade está presente desde 1º de julho de 2013, quando constituiu-se a Associação Internacional Habitat para a Humanidade com atuação no estado, que conta com o fundamental apoio institucional e a experiência programática de anos de atividades da matriz internacional - Habitat for Humanity.

Obra24Horas: Como funciona o trabalho da ONG?

Mário Vieira: Ela atua com reformas em casas em situação precária, desenvolvendo seu trabalho apenas em assentamentos consolidados de áreas urbanas, fora de área de risco e onde os moradores, mesmo sem os títulos definitivos de seus terrenos e imóveis, não corram risco de serem removidos. As famílias atendidas devem ser proprietárias e residir no imóvel.

Obra24Horas: Quais são os principais pilares da organização?

Mário Vieira: Voluntariado, oferta de crédito subsidiado ou facilitado, construções e/ou reformas definitivas em assentamentos consolidados que não estejam em área de risco, e assistência técnica construtiva.

Obra24Horas: Quem são os parceiros da Habitat e como essas parcerias são firmadas?

Mário Vieira: A Habitat é mantida por doações de pessoas físicas e corporações. Em São Paulo, os principais parceiros são: Fundação Salvador Arena, Bloomberg, Infor e Metlife. No exterior são: Bank of America, Citi Foundation, Lowe’s, Nissan, Schneider Electric, Fundação Home Depot, Whirlpool, entre outros.

Obra24Horas: Quem é o público atendido pela organização? E como é feita a triagem para saber quem realmente precisa de suporte?

Mário Vieira: Famílias de baixa renda, de comunidades da área metropolitana de São Paulo, com renda familiar de 1 a 3 salários mínimos, que apresentem precariedade habitacional e vontade de trabalhar conjuntamente com a Habitat. A capacidade de pagar parte ou a totalidade dos serviços executados também é levada em conta na seleção das famílias.

As etapas de análise/atendimento são as seguintes:
a) Análise técnica das condições de precariedade da moradia feita pela equipe técnica  HPH (diagnóstico);
b) Análise socioeconômica das famílias feita pela equipe de assistência social da HPH;
c) Análise das condições gerais para atendimento;
d) Aprovação da família e assinatura do contrato;
e) Elaboração do projeto, da lista de serviços a serem executados e do orçamento executivo (Assistência Técnica Construtiva);
f) Repasse do valor, de acordo com o crédito aprovado. De acordo com a faixa de renda da família, é definido o valor do crédito, o valor do subsídio ofertado e o valor e prazo dos pagamentos de retorno;
g) Apoio ao morador para a contratação da mão de obra e compra de materiais;
h) Acompanhamento completo da obra feita pela equipe técnica da Habitat (Assistência Técnica Construtiva).

Quitado o pagamento, a família pode reaplicar para uma nova reforma em outras partes da moradia.

Obra24Horas: Porque a ONG escolheu o Brasil? 

Mário Vieira: Como as políticas públicas no Brasil e em São Paulo passaram a priorizar a melhoria de infraestrutura nas favelas ao invés de eliminá-las, a qualidade de vida de muitas famílias pobres começou a mudar. De acordo com o relatório do Programa de Assentamentos da ONU de 2010, esta abordagem de "cidade inclusiva" tem resultado em programas de grande escala de urbanização de favelas, com melhorias em água e saneamento, eletricidade, estradas pavimentadas, escolas, centros de saúde e legalização da posse; porém sem ações para eliminar a condição de precariedade das moradias nessas comunidades.

Com o intuito de colaborar na redução do déficit qualitativo de moradia no Estado de São Paulo, em 2010 Habitat Brasil iniciou um programa de melhorias habitacionais em comunidades de São Paulo, reformando desde então 300 casas nas comunidades de Jardim Vale das Flores (Taboão da Serra) e Heliópolis (São Paulo).

Em 2012, Habitat Brasil assinou um convênio com Habitat Internacional para que a organização global passasse a implementar diretamente os programas de melhorias habitacionais no Estado de São Paulo. O objetivo principal desse convênio é aumentar o impacto dos projetos por meio do desenho de um novo modelo de intervenção urbana em São Paulo, que possa posteriormente ser replicado em outras áreas do mundo com características sociais e econômicas semelhantes.

Obra24Horas: Quais são os principais trabalhos feitos aqui?

Mário Vieira: A ONG trabalha pela parcela mais vulnerável da população, implementando um programa de reformas urbanas, sustentável, de grande impacto, que pode ser replicado em diferentes comunidades.

Além das reformas em si, o trabalho consiste em fornecer:
- Assistência técnica construtiva para as famílias no planejamento e execução das obras;
- Educação financeira para apoiar as famílias a organizarem suas finanças familiares e cumprirem com seus compromissos;
- Colaboração de voluntários de maneiras diversas;
-  Indicação de fornecedores de material e mão de obra qualificados para execução das reformas;

Todos estes itens acontecem dentro da própria comunidade, em parceria com instituições locais com reconhecido trabalho e contribuem para que a reforma ocorra de uma maneira escalável e com qualidade, alcançando uma população que não tem acesso a recursos para promover as melhorias que sua casa precisa. Além disso, também apoia microinstituições financeiras para desenvolverem conjuntamente, produtos de microcrédito direcionados a reformas habitacionais para famílias de baixa renda.

Obra24Horas: A ONG atua apenas no Estado de São Paulo?

Mário Vieira: Habitat para Humanidade em São Paulo e Habitat para Humanidade Brasil são organizações irmãs, que fazem parte da mesma rede Habitat no mundo. Elas têm a mesma missão e visão, porém com áreas geográficas de atuação e estratégias de programas diferentes. A HPH Brasil foca na construção de residências novas e completas e possui carteira própria de crédito. A HPH em São Paulo reforma e oferece melhoramentos progressivos, e conta com parceiros para oferta de credito à população atendida. Ambas as organizações trabalham junto com organizações de base nas comunidades, para o desenvolvimento local e em atividades de capacitação. 

Obra24Horas: Como é a relação com o poder público no nosso País e quem são os principais parceiros da organização aqui?

Mário Vieira: A Habitat acredita na importância do trabalho conjunto entre organizações sociais e agências governamentais. Nesse sentido, estabeleceu parceria com a Secretaria de Habitação de São Bernardo do Campo para implementação do Programa Habitat na Comunidade no bairro de Belita, e vem mantendo diálogo direto com o Ministério das Cidades visando a diminuição do déficit qualitativo de moradias em nosso país.

Obra24Horas: Quais são os planos de crescimento da Habitat para a Humanidade em São Paulo?

Mário Vieira: O Projeto Habitat na Comunidade – Reformando moradias por uma melhor qualidade de vida, tem como objetivo apoiar diretamente 900 reformas até 2018, beneficiar 4.500 pessoas diretamente até 2018, atender uma nova comunidade por ano até 2018 e mobilizar 1.500 voluntários corporativos e individuas nos próximos 4 anos.

Já o Projeto Fortalecendo Comunidades – Vidas transformadas por melhorias habitacionais, visa apoiar a reformas e oferecer acesso a microcrédito e assistência técnica construtiva: 9.100 atendimentos até 2018, beneficiar 45.000 pessoas diretamente e atender duas novas comunidades anualmente até 2018.

Obra24Horas: Outra consideração importante.

Mário Vieira: A Habitat para a Humanidade aceita voluntários de diferentes profissões e com diferentes aptidões. Toda ajuda é importante, se desejar contribuir financeiramente com os projetos ou mesmo tornar-se um voluntário, visite nosso site:
www.hph.org.br

 

 

Entrevista para a jornalista Érica Nacarato, redatora do Portal Obra24horas.

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2021
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso