v Obra24horas | Entrevistas > Márcio Loschiavo
Obra24horas > Entrevistas >
ENTREVISTAS
A vez da construção metálica

Márcio Loschiavo

No Brasil, o consumo de aço na construção civil não passa dos 5 kg por habitante. Para se ter uma ideia da limitação atual do mercado nacional, ingleses consomem 20 kg por habitante, enquanto os norte americanos já chegaram na casa dos 30 kg. Os dados acima fazem parte de uma pesquisa divulgada pela ABCEM (Associação Brasileira de Construção Metálica). Todos os elos da cadeia sabem de cor que o Brasil ainda está muito distante de ter o aço como o insumo principal do setor da construção, mas caminha para isso, mesmo que seja um percurso longo e doloroso.
Até os anos 80, pouco se ouvia falar sobre estruturas metálicas no país,  mesmo nas edificações de uso industrial e comercial. O aprimoramento da tecnologia e a necessidade de uso de sistemas que demandam menor tempo para a  construção fizeram com que essa opção ganhasse espaço nos canteiros de obras. Também a demanda por sistemas construtivos sustentáveis e de baixo desperdício foi um dos fatores que influenciaram pesadamente o uso de estruturas  metálicas.
O Portal Obra24horas conversou com o engenheiro Márcio Loschiavo, diretor do Portal Met@lica, que falou sobre os entraves que inibem o crescimento da construção metálica no país. Confira a entrevista!
 
Portal Obra24horas: O Portal Met@lica foi fundado há 12 anos. Qual o principal objetivo e suas expectativas ao fundá-lo visto que a construção metálica nessa época era algo tão pouco utilizado na construção?
Márcio Loschiavo: O Portal Met@lica nasceu a partir da necessidade de acesso à informação sobre construções metálicas no país. Em 1998, quando eu e um grupo de amigos buscávamos por informações sobre esse tipo de construção e não se encontrava nada além do que as siderúrgicas produziam. Foi pensando na escassez de informação daquela época, do advento das novas tecnologias no início da internet, registrei em cartório diversas marcas que pudessem estar ligada a construção metálica e criei o primeiro site voltado para esse tipo de negócio com informações, notícias, artigos técnicos, serviços e opções de produtos para a construção civil industrializada.
Hoje após 12 anos da sua fundação, somos o maior portal de informação e negócios nas áreas de construções metálicas no Brasil, um site de referência para engenheiros, arquitetos, estudantes e profissionais da área. Não somente para consultas em nosso acervo técnico, mas também para cotações de produtos e serviços, totalizando em média 160 mil visitas por mês.
 
Portal Obra24horas: Em outros países, principalmente nos países europeus, a construção metálica é bastante utilizada. Por que a participação da construção metálica no Brasil é tão pequena se comparada à construção convencional?
Márcio Loschiavo: Apesar do momento em que estamos passando, alguns entraves para o crescimento da construção metálica no Brasil ainda persistem, como a falta de isonomia tributária em relação à construção convencional. Se o governo diminuísse o valor dos impostos – como fez com os automóveis, eletrodomésticos e produtos da construção – já seria um grande incentivo. Mas, infelizmente, a construção metálica não recebe o mesmo tratamento que recebem outros produtos da cadeia da construção civil. Na medida em que o mercado cresce, os ganhos de produtividade também começam a acontecer. As fábricas ampliam-se, a produtividade aumenta e o custo cai e, consequentemente, ficam mais competitivas. Mas o grande fator negativo ainda é a carga tributária, que gira em torno de 28%. Se compararmos com a construção civil tradicional, a construção metálica  tem uma tributação mais elevada em, no mínimo, o percentual correspondente ao ICMS, que pode oscilar entre 7%, na situação mais favorável, e 18%, na situação mais desfavorável. Quando se trata de, por exemplo, da concorrência entre uma ponte metálica e uma ponte em concreto, esses 18% podem fazer a diferença entre ganhar ou perder a obra.
 
Portal Obra24horas: Como o setor de construção metálica tem reagido ao crescimento da construção civil no Brasil?
Márcio Loschiavo: A construção metálica está muito otimista com relação aos próximos anos no país. Já é possível notar um progresso significativo com relação a quantidade de obras feitas em aço, como nas áreas industriais, galpões de distribuição, hangares, edifícios com grandes vãos como estádios, aeroportos e estações rodoviárias. Hoje não se faz nenhuma obra importante no mundo que não seja em aço. Todos os arquitetos de renome trabalham com aço em obras de grande porte e impressionam pela qualidade e leveza.
 
Portal Obra24horas: Qual a sua opinião sobre a participação do aço em projetos de habitação popular. Essa seria uma boa opção de moradia para a baixa renda? Por quê?
Márcio Loschiavo: Com certeza. A construção em aço, além de oferecer inúmeras oportunidades, viabilizaria a meta do governo federal de construir as moradias previstas no plano Minha Casa, Minha Vida. Os sistemas industrializados desenvolvidos atualmente no país apresentam vantagens expressivas em relação ao método convencional. O índice de perda é zero. Não se perde material, mão-de-obra e tempo. Mas, financeiramente, ainda é um processo um pouco mais caro por conta dos impostos cobrados no preço do aço.
 
Portal Obra24horas: Se preço é uma desvantagem, qual é a vantagem de usar o aço?
Márcio Loschiavo: O aço é um material que vai mais de acordo com as exig?ncias atuais de sustentabilidade ambiental. É um produto 100% reciclável e manutenç?o mais barata. A recuperaç?o do concreto é um processo complexo. No passado havia uma grande preocupaç?o com a oxidaç?o do aço, mas existem técnicas como a galvanizaç?o e a pintura que evitam esse processo. E aí está o Viaduto do Chá, em S?o Paulo, desde 1913, para exemplificar claramente isso.
 
Portal Obra24horas: O uso da internet como canal de venda e divulgação de produtos e serviços para o mercado da construção civil vem crescendo a cada dia. De que forma o Portal Met@lica contribui para o crescimento da construção metálica no Brasil sendo um canal de mídia digital nessa área?
Márcio Loschiavo: O Portal Met@lica possui hoje um sistema de divulgação com cerca de 50 mil internautas cadastrados, o que aumenta o nosso poder de divulgação e atrai compradores do mundo inteiro. Além disso, possuímos hoje o maior acervo sobre construção metálica da América Latina e nos tornamos referência sobre o assunto, com mais de 3 mil páginas de conteúdo técnico e mais de 13 mil imagens de obras nacionais e internacionais disponíveis para consulta gratuita.
 
Portal Obra24horas: O Portal Met@lica é o único que alia conteúdo técnico a geração de negócios. De que forma isso acontece?
Márcio Loschiavo: O Portal oferece ao internauta contato com os principais fabricantes e fornecedores do setor, através de um sistema consultas e cotações online por meio do Guia de Produtos e Fornecedores bem como um vasto acervo de informações técnicas, o que nos permite gerar mais negócios. O Met@lica prova que anunciar na internet possui um custo muito menor do que os anúncios em mídia impressa e um alcance midiático muito maior, já que a marca pode ser vista pelo mundo inteiro 24 horas por dia.
 
Portal Obra24horas: Recentemente o Met@lica passou por uma reestruturação. Que tipo de mudança foi feita no site?
Márcio Loschiavo: A intenção era fazer alguma coisa que marcasse esses doze anos do Portal Met@lica, pois não estávamos aproveitando o máximo do potencial do Met@lica em relação ao seu enorme conteúdo técnico. Mudamos a identidade visual do site, optando por um layout mais limpo, um site de fácil navegação e uma plataforma tecnológica eficiente e eficaz.
Disponibilizamos espaços para novas páginas, criamos novas editorias e novas ferramentas e também firmamos novas parcerias com renomados escritórios de engenharia e arquitetura, no Brasil e no mundo, como forma de garantir que o Portal esteja sempre publicando o que há de mais moderno e recente no mundo da arquitetura e da construção metálica.

 

Entrevista para a jornalista Mércia Ribeiro, redatora do Portal Obra24horas
Copyright Portal Obra24horas | 2005-2021
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso