v Obra24horas | Entrevistas > Marcelo Pante
Obra24horas > Entrevistas >
ENTREVISTAS

Psicologia passa a contribuir com a decoração, reforma ou construção da casa

 

Maria Fernanda Borsoi e Marcelo Pante

A psicologia está virando uma nova ferramenta para ajudar o consumidor a decorar, reformar ou construir a sua casa, com um trabalho que prevê um levantamento de pontos interessantes sobre a relação do cliente com o espaço que ocupa.

A proposta partiu da Oficina do Espaço, empresa criada em fevereiro que reúne engenheiros, decoradores, arquitetos, paisagistas, urbanistas e psicólogos, cuja função no projeto é ajudar os demais profissionais a entender melhor o cliente e identificar suas reais preferências, desejos e necessidades.

Onde a pessoa gosta de ler? Como faz suas compras atacado ou varejo, informação que influi a necessidade de mais ou menos armários? Algum dos moradores tem problemas de saúde? Qual o seu lazer doméstico?  Recebem hóspedes? O que mais gosta num hotel? Qual sua relação com a tecnologia?  Coleciona objetos? O que enfeita um ambiente? Estas são algumas das inúmeras perguntas que são formuladas aos clientes durante a primeira entrevista com o psicólogo.

Leia a entrevista com Marcelo Pante, engenheiro civil e um dos sócios da Oficina do Espaço, e entenda melhor essa nova prática.

Obra24Horas: Como a psicologia pode contribuir com a decoração, reforma ou construção da casa?

Marcelo Pante: O melhor projeto de uma casa ou de um ambiente é aquele em o usuário se sente bem. Quando isso acontece significa que houve uma conjugação de fatores técnicos, objetivos com fatores subjetivos e de individualidade. Neste conjunto de fatores intangíveis é que entra a psicologia.

Obra24Horas: Qual o principal diferencial da psicologia nesse segmento?

Marcelo Pante: Em geral os projetistas, engenheiros, arquitetos, designers, paisagistas têm uma excelente capacidade técnica, faltando-lhes muitas vezes a capacidade de interpretar o conjunto subjetivo de valores de cada indivíduo. O profissional da área da Psicologia tem exatamente a capacidade de traduzir estes fatores intangíveis para a composição do projeto, resultando em ambientes que atendem muito mais os desejos e necessidades do usuário.

Obra24Horas: Como é realizado esse trabalho, desde o primeiro encontro com o cliente?

Marcelo Pante: Para o cliente é como um bate-papo no início do processo do projeto com o psicólogo em que ele tem a oportunidade de falar sobre suas necessidades, seus desejos, relembrar elementos de sua vida pregressa, suas expectativas em relação à sua nova casa, entre outros. Depois estas informações são estruturadas e decodificadas para servirem de atributos para o projeto e cada profissional em sua especialidade utiliza-se destas informações em seu processo de criação.

Obra24Horas: Quais são as ferramentas mais utilizadas para definir o perfil do cliente?

Marcelo Pante: Este bate-papo na verdade está baseado em critérios e ferramentas da psicologia comportamental em que o objetivo principal é descobrir qual é a relação deste indivíduo (ou casal, ou família) com o espaço que ocupa neste mundo.

Obra24Horas: Quanto tempo ele pode demorar?

Marcelo Pante: Depende um pouco do perfil do cliente. Tem aqueles que gostam mais de falar, aqueles mais reservados, mas, sobretudo existem perfis diferentes para esta relação com o espaço. Algumas pessoas podem ter uma relação tão forte com seu espaço que acabam sendo muito mais detalhistas e criteriosas que outras. Então acabamos demorando mais nestes casos. Isso pode variar de uma a uma hora e meia.

Obra24Horas: Quando vocês, da Oficina do Espaço, perceberam que a importância da psicologia nessa área?

Marcelo Pante: Quando começamos a perceber a insatisfação das pessoas com suas casas, que sempre apresentavam alguma coisa que não agradava. Começamos a perceber que havia sempre um desequilíbrio. Era sempre muito bonita, mas pouco funcional, ou muito confortável, mas sem estética, ou muito funcional e extremamente desconfortável. Se nós respeitamos a individualidade do cliente então temos que acreditar que para este indivíduo há um equilíbrio entre estética, conforto e funcionalidade que é diferente para outro indivíduo. Para descobrir qual é este equilíbrio na relação deste cliente com seu espaço é que apostamos na psicologia.

Obra24Horas: Como foi a aceitação dos clientes?

Marcelo Pante: Alguns clientes mais "antenados" acharam uma idéia sensacional e aderiram logo de cara, contribuindo de forma muito colaborativa. Outros clientes mais reticentes e reservados inicialmente podem ter estranhado esta abordagem não muito convencional. Mas mesmo nestes casos, entendendo o benefício que este trabalho poderia trazer para o resultado final de seus projetos, acabavam colaborando da mesma forma. Claro que contamos para isso com o conhecimento e a habilidade dos psicólogos, que são afinal, especialistas em desvendar esta natureza humana, por mais reclusa que possa ser.

Obra24Horas: Hoje, o uso do trabalho da psicologia é muito pedido pelos clientes?

Marcelo Pante: Na nossa metodologia é indispensável e o cliente que nos contrata já sabe que este trabalho faz parte do processo. Claro que trabalhamos com outros tipos de obra em que este quesito não é fundamentalmente necessário, como o projeto de edifícios comerciais ou de áreas comuns de edifícios, por exemplo.

Obra24Horas: Qual é o perfil dos clientes que procuram esse serviço?

Marcelo Pante: Variado. Já atendemos casais com filho, casais sem filho, famílias numerosas, jovens, meia idade, recém-casados, casais com mais de 40 anos de casados. Já projetamos casas, apartamentos, grandes, e pequenos. O que importa no perfil de nosso cliente não é sua idade, sua condição social, econômica ou familiar, o que importa é que são pessoas que estão interessadas em um espaço mais equilibrado, que respeite a sua individualidade e que, portanto tenha a sua própria cara, que reflita seus próprios valores e sua individualidade.

Obra24Horas: Qual feedback vocês costumam ter?

Marcelo Pante: Esta idéia além de inovadora é também muito nova. Apesar de já termos desenvolvido muitos projetos eles ainda estão sendo implantados. Nesta fase as pessoas têm se mostrado muito satisfeitas. Nossos clientes normalmente observam que seus projetos propõem um ambiente atual, sem as características repetitivas da moda e que, sobretudo percebem o respeito pleno de suas necessidades e desejos.

Obra24Horas: Você acredita que esse serviço irá virar uma tendência?

Marcelo Pante: Esta já é a realidade. Basta ver nos outros mercados, até mais massificados que o da construção, o esforço para conseguir a customização. Basta você olhar a quantidade de modelos de automóvel que tínhamos há dez anos e a variedade que temos agora. Este é um mercado de massa, de linha de produção. Uma marca específica hoje disponibiliza em seu site inúmeras cores, acessórios, adesivos, pára-choques, elementos internos, tudo para permitir ao cliente expressar sua individualidade.

Obra24Horas: Hoje, a Oficina do Espaço conta com quantos profissionais e de quais especialidades? Eles costumam trabalhar juntos, ou seja, um trabalho agregando ao outro no mesmo projeto?

Marcelo Pante: O trabalho integrado é o nosso DNA. Cada um fazendo o que sabe fazer de melhor em sua especialidade. Começamos com os psicólogos na avaliação comportamental e vamos para os arquitetos na criação e concepção dos espaços. Os engenheiros são os responsáveis pelo melhor desempenho seja na qualidade, nos custos ou nos prazos. Os paisagistas têm a atribuição de trazer vitalidade para os projetos através dos elementos naturais e os designers são os profissionais da harmonização, que deixam tudo isso equilibrado. A integração é fundamental já que contar com tantos profissionais diferentes poderia criar um "projeto Frankstein". O elemento integrador de tudo isso e que garante o sucesso final equilibrando estética, funcionalidade e conforto, é  justamente o perfil comportamental do cliente. É ele que nasce lá com a psicologia e mantém todas as especialidades orbitando até a conclusão e entrega da obra para o usuário final.

 Entrevista para a jornalista Érica Nacarato, redatora do Portal Obra24horas.

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2021
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso