v Obra24horas | Entrevistas > Giuseppe Cafasso
Obra24horas > Entrevistas >
ENTREVISTAS

Casa ecológica: tendência na construção civil

Giuseppe Cafasso

O mercado da construção de residências sofre constantes mudanças e aprimora-se a cada dia que passa. Uma das práticas que está se popularizado é a consciência e o comportamento humano perante a natureza, através do uso equilibrado dos recursos naturais. O passo inicial é a escolha dos materiais, que preferencialmente devem ser reciclados.

Alguns outros itens a serem levados em consideração para as casas ecológicas são o aquecimento solar, que diminui o consumo de energia elétrica e ainda pode servir para obtenção da mesma através de painéis fotovoltaicos; a captação de água de chuvas para reaproveitamento em diversos outros locais da casa; utilização de tijolos de demolição para paginação de pisos; uso de iluminação artificial através da zenital e panos de vidro em diversos ambientes para intensificar a iluminação natural.

O objetivo dessa nova tendência é alinhar tecnologia, funcionalidade e estética de maneira sustentável, com baixo impacto ambiental na sua produção, tanto no ambiente natural quanto urbano.

Com a preocupação de criar e de viver em um lugar mais sustentável, o arquiteto italiano Giuseppe Cafasso aposta seus projetos nas casas ecológicas e dá dicas de como utilizar materiais adequados para esse tipo de moradia.

Obra24Horas: O que é uma casa ecológica e quais são os pilares básicos que o projeto deve se apoiar?

Giuseppe Cafasso: Atualmente a sustentabilidade é um tema essencial. Este conceito está correlacionado com atitudes e estratégias que são ecologicamente corretas. O consumismo exagerado leva ao uso imprudente dos recursos naturais. Consequentemente, colabora para o aumento do aquecimento global.

Diante de tais realidades, a base da solução destes problemas está em modificar a consciência e o comportamento humano perante a natureza, através do uso equilibrado dos recursos naturais.

Neste sentido, as casas ecológicas entram como uma das respostas a essa questão, uma vez que fazem parte de uma atitude sustentável, além de proporcionar excelentes resultados.

Obra24Horas: Para ser ecológica o que uma casa precisa ter?

Giuseppe Cafasso: Hoje em dia tais casas são preferência na escolha de projetos, fato que comprova o aumento da preocupação das pessoas em relação as questões ambientais, além do que apresentam um resultado estético encantador, original e até mesmo sofisticado.

Para tanto, o uso de materiais reciclados faz parte de um dos principais recursos. Uma casa estruturada com roliços de eucalipto tratado, por exemplo, evita o desmatamento de árvores nativas, uma vez que utiliza uma espécie exótica de reflorestamento, que apresenta rápido crescimento, tornando-se uma opção muito prática.

Já o uso de madeira de demolição para a fabricação de portas e janelas também compõe um ponto importante, pois evita a supressão de novos indivíduos arbóreos.

Outros itens de extrema relevância são o aquecimento solar, que diminui o consumo de energia elétrica; captação de água de chuva, promovendo o reaproveitamento da mesma em vários segmentos da residência; uso de tijolos de demolição para paginação de pisos, juntamente com ladrilhos hidráulicos (cerâmicas artesanais); uso de materiais térmicos adequados, evitando-se perda de calor no inverno e aquecimento no verão; obtenção de energia elétrica através de painéis fotovoltaicos; uso de iluminação artificial através da zenital e panos de vidro nos ambientes sociais e de serviço para intensificar a iluminação natural, entre outros.

A interação do homem com a natureza, em um contexto de respeito, gera ações nobres que, reunidas, resultarão em uma transformação verdadeira, na qual haverá equilíbrio entre a preservação dos recursos naturais e a utilização dos mesmos.

Obra24Horas: Por que você  aposta nesse segmento?

Giuseppe Cafasso: Principalmente por ser uma tendência mundial de consciência ecológica objetivando o uso consciente de recursos naturais  sem abrir mão do conforto.

Obra24Horas: Como você enxerga a evolução da sustentabilidade na construção civil?

Giuseppe Cafasso: No campo empresarial, a aplicação desses recursos são mais nítidos. Na arquitetura o espaço está crescendo e observa-se mais interesse no assunto. Hoje já existe no mercado da construção civil, muito mais oferta de tecnologia nesse aspecto.

Obra24Horas: No Brasil, as pessoas já estão dando a devida importância à sustentabilidade na hora de construir ou adquirir um imóvel?

Giuseppe Cafasso: Existe uma preocupação considerável em construir o máximo possível dentro do padrão “ecológico/sustentável” e, quando se trata de reforma, a preocupação também é notada quando clientes pedem que se façam adaptações  nesse sentido.

Obra24Horas: E quanto aos fornecedores, é possível encontrar uma demanda suficiente em nosso país ou ainda faltam opções?

Giuseppe Cafasso: O fornecimento nesse sentido é relativo à demanda. A tendência é crescer à medida que cresce a consciência.

Obra24Horas: Por que uma casa ecológica é mais cara que uma convencional? Isso pode mudar algum dia?

Giuseppe Cafasso: O conceito de casa ecológica é artesanal o que faz com que cresça o custo no quesito “mão de obra”, materiais alternativos com custo alto (madeira de demolição). A tendência é que o mercado se acomode em valores justos conforme a demanda.

Obra24Horas: Quem é o seu público hoje?

Giuseppe Cafasso: Meus clientes são, normalmente, pessoas que têm um gosto mais bucólico, romântico e artesanal. Enfim, pessoas, que gostam de originalidade e têm uma preocupação com o meio ambiente.

Obra24Horas: O que ainda falta para esse segmento da construção civil se tornar mais real e parte da vida das pessoas?

Giuseppe Cafasso: Consciência ecológica e ajuste do mercado da construção civil. Embora ainda exista muitos obstáculos a serem transpostos, há uma realidade inquestionável: o custo/benefício de uma casa ecológica faz com que seja a opção mais inteligente.

 

Entrevista concedida à jornalista Érica Nacarato, redatora do Portal Obra24horas.

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2021
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso