v Obra24horas | Entrevistas > Internet torna-se ferramenta eficaz na procura por imóvel
Obra24horas > Entrevistas >
ENTREVISTAS

Internet torna-se ferramenta eficaz na procura por imóvel 

 

Marco Aurélio Luz, presidente da AMSPA

 

A internet cada vez mais vem se tornado referência na busca de informações para quem deseja adquirir um imóvel. De acordo com pesquisa do Google Brasil, 60% do processo de compra da casa própria ocorre de maneira on-line e, em média, são acessados 5,6 sites imobiliários. Outra vantagem, para as pessoas que compram uma residência pela internet ou até mesmo tenham iniciado o contato por meio das páginas eletrônicas, é poder desistir do negócio no prazo de sete dias.

Entretanto, a plataforma on-line deve ser vista como um meio otimizador e não como fim para encontrar a casa própria. “Apesar dos portais imobiliários agilizarem as etapas da compra do imóvel, ainda sim, é essencial conferir presencialmente as condições da propriedade para saber se suas características estão de acordo com o anúncio do site, além de observar se a futura moradia tem problemas na sua estrutura”, ressalta Marco Aurélio Luz, presidente da AMSPA - Associação dos Mutuários de São Paulo e Adjacências.

Confira a entrevista com o presidente da AMSPA.

Obra24Horas: Ao que se deve esse aumento na procura e compra de imóveis pela internet?
Marco Aurélio Luz: A tendência atual é buscarmos tudo que precisamos na internet, e com o imóvel não é diferente. Quando precisamos alugar ou comprar partimos do virtual, pois otimiza o tempo. Hoje, os sites de vendas e aluguel já têm fotos, localização, fornecem filtros para procurarmos por bairro, valor, metragem... Além de que já podemos saber o valor do metro quadrado da região para saber se teremos condições ou não de adquirir algo naquele local. Isso tudo facilita o futuro mutuário, seja para fechar um negócio na planta ou já pronto, com ou sem mobília.

A internet é extremamente importante, ela otimiza o tempo, mas sem dúvidas não pode nunca faltar a visita in loco e fazer todo o levantamento para que a compra seja segura e feliz.

Obra24Horas: Que cuidados o futuro mutuário deve ter?

Marco Aurélio Luz: Evidentemente, a dica para esse mutuário é quando localizar imóveis que mais o atraiam, fazer contato com o corretor de imóvel. Esse profissional deve estar registrado no CRECI e ceder seu número de registro ao futuro mutuário, para então partir para a visita do imóvel desejado. Nessa visita é importante observar as condições da residência, caso ela esteja pronta, fazer uma avaliação se precisará de reforma e modificações na planta, e quanto isso custará.

No caso de imóveis na planta, é necessário pesquisar sobre a construtora, saber como ela se encontra no mercado, usar sites como o do PROCON e da AMSPA – que disponibiliza duas cartilhas voltadas para o futuro mutuário.

O futuro mutuário deve fazer a compra com calma, pesquisando o valor do metro quadrado, a região e se imóvel está em perfeita condições. E para aquele que vai comprar na planta ele deve saber se construtora está em ordem no mercado e se entrega na data para não ter dor de cabeça.

Obra24Horas: O setor da construção civil se preparou para esse novo nicho de mercado?

Marco Aurélio Luz: Falta muita coisa ainda, mas observamos avanços grandes. Alguns sites estão bastante avançados e estão ajudando o consumidor. Mas vale ressaltar que nada deve ser pago pela internet, tudo será feito por meio de uma proposta de compra do e depois pelo contrato de compra e venda. A negociação deve ser realizada com o acompanhamento de um corretor de imóveis. Primeiro será pago o sinal e depois de aprovado os créditos imobiliários, o mutuário receberá a chave. Esse sinal não deve ser muito alto, pois se tiver problemas no decorrer da aprovação a devolução será menor,principalmente por parte do vendedor.

Obra24Horas:
O que falta ainda para os sites imobiliários atenderem todas as demandas dos consumidores?

Marco Aurélio Luz:
Muitas vezes nós consumidores compramos pela beleza e esses sites relutam em colocar a fachada do prédio quando pronto, o que dificulta para o comprador ver como é o prédio. Ele precisa pegar o endereço no Google Maps, usar câmera do Google para então conseguir visualizar o prédio. Logo, selecionar melhor as fotos para agilizar a decisão do comprador, será bom para ambos os lados.

Os filtros também não são legais. Usa-se muito o filtro denominado “apartamento padrão”, mas em muitos casos não há um filtro semelhante para o duplex e até tríplex. Para todos os modelos usa-se o padrão o que dificulta para consumidor.

Os sites ainda relutam em colocar o endereço do imóvel e/ou o número do prédio, o que dificulta para o comprador, já que ele não pode passar no local antes para ver se gosta ou não da rua e da fachada do prédio.

São detalhes que se aperfeiçoados mudarão e muito a satisfação dos clientes e as futuras negociações.

Obra24Horas: Hoje ainda é inviável fechar toda a negociação pela internet. Você acredita que em um futuro próximo isso acontecerá?

Marco Aurélio Luz: Será possível, mas nunca vai faltar a visita pessoal. Hoje, o que vale é a assinatura no papel, tem que haver o momento com todos presentes e advogados. Pode ser que em um futuro essa assinatura seja eletrônica, como já acontece nos fóruns, mas atualmente ainda não temos essa possibilidade.

A visita pessoal é imprescindível e ninguém vai comprar um apartamento só por fotos e internet.
Obra24Horas: Alguma outra consideração importante?

Marco Aurélio Luz: Vale ressaltar que o Artigo 49 do Código de Defesa do Consumidor garante ao consumidor o direito da devolução, imediata, do valor já pago. E que a plataforma on-line deve ser vista como um meio auxiliar e facilitador, não como fim para encontrar a casa própria. Apesar dos portais imobiliários agilizarem as etapas da compra do imóvel, ainda sim, é essencial conferir presencialmente as condições da propriedade para saber se suas características estão de acordo com o anúncio do site, além de observar se a futura moradia tem problemas na sua estrutura.

Para aqueles que possam ter dúvidas durante o processo da aquisição da moradia, a AMSPA presta auxílio virtual por meio de um chat  no site  (
www.amspa.org.br). O atendimento é em horário comercial. Caso o mutuário entre em contato fora desse período, ele poderá deixar o contato que vamos retornar no próximo dia útil.

 

Entrevista concedida à jornalista Érica Nacarato, redatora do Portal Obra24horas.

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2021
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso