v Obra24horas | Artigos Técnicos > Gerenciamento de obras x Gestão por processos x Sistemas
ARTIGOS

No segmento de gerenciamento de obras existem desafios constantes, seja o gerenciamento propriamente dito, lidar com os fornecedores, as cotações, os intempéries do clima, os registros, entre muitos outros. Mas se não se posicionarmos de frente às dificuldades jamais teremos condições de atingir o gerenciamento e a lucratividade tão almejadas.

Em uma analogia à gestão de obras, gestão por processos e apoio por sistemas, podemos mencionar que devemos encontrar mecanismos que auxiliem a cumprir a missão, e neste sentido passaremos uma noção em gestão por processos. Em uma visão muito simplista, processo nada mais é que uma entrada, uma transformação e uma saída, baseando-se em regras (interno-externas) e utilização de recursos (pessoal, financeiro ou material). De forma diferente, podemos dizer que processo é alguém (fornecedor interno/externo) que envia uma necessidade ou solicitação (provoca uma ação), ocorre algum tratamento (transformação), resulta numa saída (Informação, arquivo de dados, relatório, input num sistema, uma comunicação, etc.) e, por último, deve ser encaminhado a quem de direito (Cliente interno/externo). 

O que podemos esperar de gestão por processos (resumidamente): 

- Papeis e responsabilidades claramente definidos; 
- Identificação de processos imaturos, com ações corretivas;}
- Acompanhamento da qualidade do produto/serviço e satisfação do cliente;
-  Aplicação de indicadores; 
-  Auxílio no planejamento, organização, liderança e controle de tudo o que é feito na organização; 
-  Facilidade na comunicação e no trabalho em todos os setores da organização; 
-  Segmentação para entendimento e melhorias – GAPs; 
-  Padronização; 
-  Fortalecimento e relacionamento com aos envolvidos; 
-  Possibilidade da visão do ”Todo” para produzir resultados ao negócio; 
-  Ganho em agilidade;
-  Assertividade.

Solução sistêmica, um sistema de gestão no qual será publicado/exibido todo o conteúdo relativo ao planejamento, acompanhamento e gestão de cada obra e que possibilite o gerenciamento de todas as suas fases, e classificação de acordo com sua relevância e particularidade.

O que podemos esperar de um sistema de gerenciamento de obras (resumidamente): 
- Organização mais eficiente;
- Domínio nos controles (administrativos, financeiros e operacionais);
- Possibilidade de agilizar o acompanhamento;
- Geração de relatórios mais direcionados;
- Maior confiança e agilização;
- Compartilhamento de informações;
- Controle de acessos por usuários;
- Facilitador de comunicação entre os envolvidos;
- Registro e disponibilidade de documentos;
- Interface amigável com os usuários;
- Auxilio na geração de lucratividade.


Conclusão
Invariavelmente a gestão por processos deveria preceder a aquisição de uma solução sistêmica, pois o aproveitamento e a maturidade dos envolvidos decorrente ao uso de processos, estarão mais alinhados e preparados com a vinda de um software. Porém nada impede que trabalhe a gestão de processos já com um sistema implantado. Processo e sistema estão intimamente ligados. Não há uma gestão de processos de forma adequada sem sistema para apoiá-la e nem um sistema sem uma organização por processos. Pense em processos como investimento, como em potencializar melhorias, em administrar e armazenar conhecimento interno da própria empresa, quanto vale isto?

Samuel de Lima, Consultor em Processos, Samdiv Consultoria.

Artigo escrito por Samuel de Lima

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2021
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso