v Obra24horas | Artigos Técnicos > Como medir a produtividade na construção civil
ARTIGOS
Podemos definir produtividade segundo KELLOGG (1981), como sendo a relação entre produto gerado por homem-hora. De maneira mais genérica, podemos definir como sendo a relação entre as saídas e as entradas de um processo produtivo.

Isso gera o que chamamos de um sistema produtivo, ou seja, o projeto (obra) é um sistema decomponível em partes ou subsistemas, que possui um conjunto de serviços ordenados logicamente, inter-relacionados, interagentes e interdependentes.

O sistema produtivo é composto pelos seguintes fatores de entrada:

•Mão-de-obra;
•Materiais;
•Equipamentos.

Esses fatores iram interagir entre si, materializando o produto, gerando o processo de execução do serviço e dando origem ao produto final, ou seja, a saída do sistema produtivo.

O processo de execução é o elo entre a entrada e a saída do sistema produtivo, o tipo de processo adotado, o planejamento e o gerenciado, são fatores determinantes para que esse processo de execução seja realizado dentro das condições de prazo, custo, qualidade e segurança pré-estabelecidos.

Para que se possa ter uma idéia de produtividade, é necessário que se tenha um processo de execução, desenvolvido dentro de uma metodologia de trabalho, para que se possa monitorar a produtividade da mão-de-obra e acumular os seguintes dados:

•Numero de funcionários envolvidos no serviço;
•Tempo de execução do serviço;
•Tempo de transporte do material;
•Fatores externos;
•Definição do material usado;
•Definição e uso de equipamentos empregados.

Esses dados são calculados em função da mão-de-obra, que é o fator mais importante dentro do sistema produtivo. Podemos definir a produtividade da mão-de-obra como sendo, a razão entre a quantidade de mão-de-obra medida em homens-horas e a quantidade de serviço produzido.

Esses dados são os indicadores de medição da produtividade, portanto conhecer esses indicadores de medição é simplesmente calcular índices de produtividade, que serão avaliados e comparados de forma corretiva ou não.

Fonte:www.ecivilnet.com

Artigo escrito por Eng. Civil João Bosco Vieira da Silva

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2021
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso