v Obra24horas | Artigos Técnicos > Combate a arrastões mostra resultados
ARTIGOS
A ideia de que os condomínios, com seus muros e portarias, garantiriam total segurança aos seus moradores foi desconstruída com o surgimento de uma nova modalidade de crime: os arrastões.

O incremento no número de casos dessa natureza fez com que o Secovi-SP, como legítimo representante dessa categoria econômica, envidasse ações de caráter orientativo e preventivo. Desde 2007, o Sindicato mantém parceria com a Polícia Militar no sentido de coibir os arrastões em condomínios. Resultado imediato dessa ação foi a centralização das investigações em uma delegacia especializada, o que permitiu cuidar especificamente dos casos, entender como se desenrolam e identificar as quadrilhas que se ‘especializaram’ nessa modalidade.

Essa aliança também foi reforçada por outra parceria, firmada com a Polícia Civil, cujo foco primordial é o esclarecimento das administradoras e dos condôminos, notadamente no que diz respeito à instalação de equipamentos de segurança, treinamento de funcionários e, especialmente, a conscientização dos moradores, cuja atitude em relação às normas adotadas é decisiva.

Para consolidar essas diretrizes, lançamos nova edição do Manual de Segurança Condominial, que traz recomendações importantes das polícias Civil e Militar do Estado de São Paulo. Um verdadeiro guia para ampliar as condições de segurança, sempre enfatizando a permanente atenção e vigilância por parte de todos.

Lamentavelmente, tudo isso ainda não foi suficiente para acabar de vez com os arrastões nos condomínios. Mas os resultados são bastante positivos. No ano passado, houve cerca de 20 arrastões em São Paulo. Conforme dados do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic), 18 deles foram esclarecidos e alguns membros de quadrilhas estão presos. Apenas dois arrastões ainda estão em processo de investigação.

Em 2013, pelo menos até o final da primeira quinzena de janeiro, nenhum caso foi registrado. E note-se que muitos marginais consideram o período de férias mais ‘apropriado’ para suas investidas, razão pela qual, todos os anos, o Secovi-SP volta a orientar a população quanto a medidas preventivas.

De forma geral, está cada vez mais evidente a todos, incluindo os bandidos de plantão, que a polícia está atenta e adotando providências concretas para combater os arrastões. E, alinhados com as orientações do Sindicato e das administradoras, funcionários e moradores de condomínios estão cientes de que sua conduta é básica para inibir crimes dessa natureza.

Não é possível afirmar que os arrastões deixarão de acontecer. Mas temos dados que mostram que estão sendo combatidos de forma eficaz. Segundo a máxima que prega “orai e vigiai”, no caso dos condomínios a saída é “vigiai e vigiai”, sempre.

*Vice-presidente de Administração Imobiliária e Condomínios do Secovi-SP

Artigo escrito por Hubert Gebara

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2021
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso