NOTÍCIAS

Na indústria de mineração, os equipamentos são submetidos a condições severas de aplicação e necessitam operar, em sua grande maioria, de forma ininterrupta. Para garantir que tenham uma boa performance na mina, essas máquinas devem possuir patamares elevados de segurança e qualidade que contribuirão para reduzir a ocorrência de falhas mecânicas e também para não colocar em risco a integridade física dos operadores. Neste caso, é de fundamental importância o uso de peças genuínas.

“As peças genuínas garantem maior segurança e confiabilidade, melhor desempenho e menor custo por hora de operação e manutenção. A consequência direta de se utilizar uma peça não-original é um aumento nas paradas não-programadas e, com isso, acréscimo da manutenção corretiva e diminuição do intervalo de paradas”, descreve Vinicius Durães, coordenador de desenvolvimento da Sotreq, empresa com 76 anos de atuação no mercado e uma das maiores provedoras de soluções, produtos e sistemas Cat® no Brasil

Estima-se que um equipamento perca, aproximadamente, 10% de disponibilidade física devido às paradas não programadas já que a mão-de-obra e os demais recursos necessários para reparo, como guindastes, pontes rolantes e outras ferramentas, normalmente, já estão alocados em diferentes frentes de trabalho, o que causa atrasos na entrega final do projeto.

“Todas as Peças Genuínas Cat® são projetadas e produzidas sob um rigoroso processo de fabricação que garante a elas um padrão superior aos parâmetros mundiais estabelecidos, passando por um sistema preciso de qualidade. Com isso, propiciam um maior intervalo de troca, elevam a confiabilidade e reduz o custo unitário por hora trabalhada dos equipamentos”, informa Durães.

Danos provocados pelo uso de peças não-originais

Não são apenas em questões de segurança que o uso de peças não-originais interfere. O uso de produtos similares, como no caso de uma suspensão de caminhão fora de estrada, pode ocasionar uma quebra catastrófica de algum elemento da máquina e, consequentemente, provocar um acidente operacional de grandes proporções que, inclusive, pode colocar em risco a integridade física dos operadores.

“Como os sistemas que compõem os equipamentos são integrados, a utilização de peças não-originais pode provocar contaminações de grandes proporções que elevarão o custo de manutenção e o tempo de máquina parada”, alerta o coordenador da Sotreq.

Segundo Durães, é possível identificar falhas prematuras causadas pela aplicação de peças não-originais, por meio da Disponibilidade Física (DF) do equipamento que representa o tempo disponível para operação no intervalo de tempo programado no mês. Outro recurso é a análise dos óleos lubrificantes dos equipamentos.

“A análise ajuda a detectar a presença de metais e partículas em suspensão acima dos níveis normais, bem como agentes contaminantes nos lubrificantes que indicam funcionamento inadequado dos sistemas, como água e diesel. O ideal é realizar o monitoramento das condições dos equipamentos por meio de ferramentas como o SotreqLink que disponibiliza informações sobre o status da máquina, visando a coibição de falhas prematuras”, afirma.

Identificação correta

Para identificar se a peça é ou não original, é importante atentar para detalhes como a cor característica amarelo Cat®, logomarca única impressa em inúmeras peças, Numeral KOD, que especifica a data de fabricação dos itens, Part Number de seis ou sete dígitos para identificação das peças através de um código único, QR Code impresso em determinadas peças, plaquetas de identificação de alumínio em componentes, entre outros.

As Peças Genuínas Cat® devem ser adquiridas exclusivamente no revendedor autorizado pela Caterpillar, como é o caso da Sotreq que atua em 80% do território nacional. Esses produtos são duráveis, projetados para um encaixe perfeito nos equipamentos, o que diminui a ocorrência de danos, vazamentos e quebras catastróficas, possuem garantia de 12 meses e contam com a logística mundial da Caterpillar.

A Sotreq oferece suporte técnico de excelência e possui o maior estoque de peças de reposição do Brasil, totalizando mais de 120 mil itens, o que garante níveis de disponibilidade e atendimento compatíveis com o mercado de Mineração. A companhia possui 44 filiais com estoques projetados para a necessidade de cada região de atendimento, destacando-se as unidades de Parauapebas (Carajás/PA) e São Gonçalo do Rio Abaixo (MG) no atendimento às mineradoras.

“Contamos, também, com o apoio do armazém de peças da Caterpillar, instalado em Piracicaba (SP). Além de fornecemos o atendimento tradicional via balcão/filial, existe ainda a opção de realizar a compra por meio do Sistema Cat® Partstore™, disponível 24 horas por dia e 7 dias por semana. Há também a possibilidade de se adquirir Peças REMAN Cat®”, descreve.

O REMAN Cat® é um programa de remanufatura baseado num sistema pelo qual, ao término da sua vida útil, o componente usado (casco) passa por um novo processo de manufatura, retornando para a mesma condição de um componente novo, inclusive, com a mesma garantia de uma peça nova Cat® e oferece o mesmo desempenho e confiabilidade de uma Peça Genuína Cat®.

“Por meio da remanufatura de peças e componentes, contribuímos para o desenvolvimento sustentável do planeta, mantendo os recursos não renováveis em circulação por várias vidas. Destaca-se mais de 2 milhões de cascos retornados, 61 mil toneladas de materiais remanufaturados, 90 toneladas de papelão e 1.500 toneladas de madeira recicladas por ano, preservação de 85% da energia original e aproximação do descarte zero”, conclui Durães.

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2018
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso