NOTÍCIAS

SÃO PAULO  -  O Sindicato da Indústria de Construção Civil do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP) não se surpreendeu com a retração de 5% do Produto Interno Bruto (PIB) do setor no ano passado.

Em nota, o presidente do Sinduscon-SP, José Romeu Ferraz Neto, afirmou que a desaceleração dos últimos dois anos continuará a ter impacto negativo das obras. No entendimento do Sinduscon-SP, 2018 será também um ano de queda do PIB setorial.

Ferraz Neto cita que pouco mais da metade do que o setor movimenta está relacionada a pequenas reformas. "Não temos novas obras iniciando e, no ramo imobiliário, ainda há estoque disponível", diz o presidente da entidade.

O Sinduscon-SP defende que o modelo de financiamento de obras públicas e habitacionais precisa ser revisto para que a dependência em relação ao estado diminua.



Fonte: Valor Econômico

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2018
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso