NOTÍCIAS

As famílias gastaram menos com alimentos e artigos de residência em novembro, segundo os dados do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apenas um grupo teve aceleração nos preços, Habitação, que passou de uma alta de 0,66% em outubro para 1,33% em novembro, sob influência do encarecimento da energia elétrica e gás de botijão.

Os preços dos Artigos de residência recuaram 0,35% em novembro – em razão da queda de 1,19% nos eletrodomésticos -, após o grupo já ter registrado redução de 0,13% em outubro. Já os custos com alimentação e bebidas caíram 0,25% em novembro, depois de uma deflação de 0,15% em outubro.

Outros cinco grupos tiveram desaceleração no ritmo de aumento das despesas: Vestuário (de 0,48% em outubro para 0,32% em novembro); Transportes (de 0,60% para 0,27%); Saúde e cuidados pessoais (de 0,54% para 0,51%); Despesas pessoais (de 0,50% para 0,43%); e Comunicação (de 0,48% para 0,28%).

O grupo Educação repetiu o ligeiro avanço de 0,1% registrado no mês anterior.

 

Fonte: Istoé

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2017
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso