MATÉRIAS

Máquinas de solda evoluem para atender às necessidades dos usuários

As máquinas de solda são importantes aliadas no canteiro de obras, pois permitem viabilizar a união entre metais. Alguns exemplos são os serviços de serralheira e de montagem de estruturas metálicas, a execução de tubulações de água, esgoto e gás, além da montagem de equipamentos. Elas podem ser do tipo transformadora/retificadora, que utilizam eletrodo revestido ou arame MIG (Metal Inert Gas); ou podem ser inversoras, capazes de utilizar somente eletrodos ou ainda trabalhar com múltiplos tipos de solda.

 

MÁQUINA INVERSORA OU TRANSFORMADORA?

Foco dos desenvolvimentos da indústria nos últimos anos, as inversoras se diferenciam das transformadoras por apresentarem peso até três vezes menor, o que favorece seu uso em lugares de difícil acesso. Constituídos por circuitos eletrônicos, esses equipamentos pesam menos de 30 quilos, tendem a ser mais eficientes e a consumir menos energia. Isso porque sua frequência de operação alcança 100 kHz, muito superior à frequência de trabalho dos transformadores e retificadores convencionais. Tanto para soldagem em si, quanto para ponteamento, os inversores apresentam ciclo de trabalho mais eficaz, mantendo um determinado valor de corrente por mais tempo. Isso, na prática, significa produtividade.

Além da flexibilidade, a facilidade de utilização também direcionou os avanços da indústria nos últimos anos. Tanto é que os modelos mais modernos têm ajuste dos parâmetros de solda, além de painéis com potenciômetros e displays de leitura intuitiva. Outra característica desse tipo de equipamento é o recurso auto line, que permite compensar a oscilação de energia na entrada, assegurando maior estabilidade ao processo.

Alex Hertozg da Cunha, coordenador de contas Óleo e Gás da Alumaq, conta que a mão de obra tem um impacto considerável na execução do serviço de solda, respondendo por mais de 80% do custo global. Por isso, tecnologias que permitam diminuir a quantidade de homens-hora são tão bem-vindas, mesmo que apresentem um custo inicial superior.

 

COMO ESCOLHER MÁQUINA DE SOLDA?

Seja para locação ou compra, a escolha de um equipamento para solda deve se pautar na análise de alguns critérios, a começar pelo tipo de material a ser soldado no canteiro, passando pela determinação dos consumíveis mais adequados para aquela situação. É a partir do consumível que se define a especificação do equipamento. “Em algumas obras, o uso do eletrodo revestido é a melhor alternativa. Em outras, o arame tubular pode se mostrar mais interessante”, diz Cunha.

O ambiente de trabalho e a disponibilidade de energia também interferem na opção por um ou outro equipamento. Em locais altos e de difícil acesso, por exemplo, os inversores compactos e com alças para transporte são mais indicados. “Há casos em que o equipamento portátil é mais recomendável porque oferece maior flexibilidade de uso e reduz custos de mobilização e desmobilização. Em outras situações pode ser necessário optar por uma máquina que possua um gerador a diesel acoplado”, acrescenta Renato Tamburus, gerente de marketing e novos produtos da Alumaq, empresa especializada no fornecimento de equipamentos de solda.

CUIDADOS COM AS INSTALAÇÕES

Independentemente do equipamento escolhido, a solda é uma atividade que precisa ser realizada por profissional capacitado. “O operador deve usar os equipamentos de proteção individual (EPIs), como máscara de solda, luvas, mangotes e avental de raspa de couro, além de roupas e calçados adequados”, destaca Expedito Eloel Arena, sócio-diretor da Casa do Construtor e conselheiro da Alec (Associação Brasileira dos Locadores de Equipamentos e Bens Móveis).

Além disso, os locais que acomodam os equipamentos não devem conter líquidos inflamáveis (gasolina, tintas, solventes etc.), sólidos combustíveis (papel, materiais de embalagem, madeira, etc.) ou gases inflamáveis (oxigênio, acetileno, hidrogênio etc.). “O local de trabalho deve possuir ventilação adequada de forma a eliminar os gases, vapores e fumos gerados pelos processos de soldagem que podem ser prejudiciais à saúde dos trabalhadores”, salienta Arena.

 

Aplicações importantes das soldas na construção civil:

Em estruturas metálicas

Na montagem de perfis soldados, em emendas soldadas de vigas ou pilares e para a construção dos nós rígidos na ligação das vigas com os pilares

Em estruturas de concreto armado

Para construção das emendas de barras de aço

Nas estruturas de concreto pré-moldado

Para execução de detalhes construtivos especiais

Nas estruturas mistas aço-concreto

Para a ligação dos conectores nas vigas mistas, como em pontes ou viadutos

 

 

Da Redação, original Portal dos Equipamentos.

Copyright Portal Obra24horas | 2005-2017
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso