MATÉRIAS

O setor de Construção Civil está mais confiante e avança a cada dia. Isso acontece por conta da melhora na economia e o avanço do mercado imobiliário. Conforme pesquisa da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em 2017, o aumento em lançamentos residenciais verticais foi de 5,2% em comparação ao ano anterior, que alcançou 9,4% nas vendas.

A instituição relata que o mercado imobiliário tem mostrado resultados muito relevantes em 2018. Apresentando 10% referentes às vendas no primeiro trimestre desse ano, a previsão é de que o setor seguirá neste movimento até o final do ano.

 

 
 
 
 
 

A CBIC aponta elementos como novas formas de financiamento, baixa da inflação, avanços nas oportunidades de empregos e maior agilidade no crédito imobiliário. Já que o volume das vendas superou a demanda de lançamentos de imóveis, os estoques tiveram uma redução que alavancou o aumento dos preços.

A Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) diz que o mercado conta com 220 milhões de consumidores e a falta de habitação residencial contribui ainda mais para o setor de construção seguir com o seu crescimento.

Setor de máquinas é favorecido pelo mercado imobiliário

Com o grande avanço do mercado imobiliário, o setor de equipamentos e máquinas voltado para construção alavancou. Na contra partida, o agronegócio e a baixa da oferta têm dado uma pausa para o setor.

De acordo com a Anamaco, depois de longos cinco anos de queda, a indústria brasileira de máquinas poderá aumentar entre 10% e 15% nesse ano de 2018. A instituição afirma que o setor precisa apostar na infraestrutura nos anos futuros, se quiser continuar expandindo no Brasil.

A escolha das máquinas e equipamentos é primordial para a Construção Civil

Mesmo com o avanço do setor, é necessário, antes de investir em máquinas e em equipamentos, realizar um bom planejamento, pois isso poderá ajudar. Um dos caminhos é começar cotando valores, uma vez que os custos não serão tão baixos. Outro fator muito importante é saber escolher todos os maquinários.

A escolha dos equipamentos deve ser feita de acordo com a atividade que será desenvolvida, pois é muito importante que seja adequado para tal tarefa, já que todos os cuidados devem ser tomados, uma vez que se trata de Construção Civil.

No entanto, faz-se necessário levar em consideração que nem sempre as condições de um terreno são boas. Nesse caso, por exemplo, o equipamento mais adequado são as empilhadeiras, portanto cabe ao comprador fazer todo o levantamento das necessidades do local, para, então, investir no maquinário adequado.

Segundo os dados informados no estudo, os modelos recomendados para canteiros de obras devem ser os mais potentes em estrutura e que sejam capazes de mover cargas paletizadas. Outras máquinas que podem ser usadas são as pneumáticas, pois elas oferecem mais segurança à carga.

Antes de comprar máquinas e equipamentos para construção, o ideal é pesquisar o produto e os valores com diversos fornecedores, já que se trata de um alto investimento. Há, no mercado, empresas com produtos de excelente qualidade e bom preço, e como exemplo podemos mencionar a Profinalle.

A Profinalle uma empresa especializada em molduras e rodapé e molduras para fachadas de prédio em EPS Isopor. A instituição atua há 22 anos no mercado e uma de suas prioridades é a de cumprir com o que promete, dando prioridade aos prazos de entrega e ao atendimento de ótima qualidade a todos os seus clientes.

Fonte: Terra 


Copyright Portal Obra24horas | 2005-2018
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso