MATÉRIAS

Unindo brincadeira e aprendizado, o mapa-múndi vem atraindo cada vez mais o gosto das crianças e se tornando hit na decoração de quartos infantis

? Projeto Carmen Calixto: O mapa é um adesivo, com efeito 3D, o que estimula ainda mais as crianças a interagir com ele. Foto: Henrique Queiroga  

Figura comum em escritórios ou quartos de adultos loucos por viagem, o mapa-múndi, agora, também se tornou um queridinho na decoração voltada para o público infantil. Em projeto para uma brinquedoteca, da arquiteta e designer de interiores Carmen Calixto, o elemento se faz presente, em grande escala, na parede do ambiente para aguçar a curiosidade e incentivar o aprendizado. “É uma maneira lúdica de ensinar às crianças sobre a Terra e a localização dos países e cidades. Incentiva a curiosidade pela geografia e o conhecimento. Ele é apropriado para todas as idades e existem diferentes mapas para todos os gostos e estilos, o que torna ainda mais interessante”, afirma a arquiteta.

Carmen conta que existem muitas formas de incentivar o aprendizado das crianças para que elas interajam com o mapa, e ele seja muito mais do que um item na decoração, como procurando países e cidades dos seus personagens favoritos, por exemplo.   “Recordações de viagens que remetam a alguma cidade específica, livros infantis cujos personagens moram ou visitam algum lugar interessante, bonecos com roupas típicas...enfim, basta usar a imaginação para aguçar a curiosidade dos pequenos”, indica.

Na opinião da arquiteta Nina Abadjieff, é muito importante que as crianças interajam com o mapa e ele seja bem atrativo para elas. Em um de seus projetos, em execução, o mapa se fará presente repleto de cores vivas para chamar a atenção dos pequenos. “Muitas vezes os pais personalizam o mapa com coisas que a criança gosta, deixando-o mais lúdico e divertido. Gosto de deixar com cores distintas, pois assim fica ainda mais atrativo para a criança, que é bem estimulada pelo sentido da visão”, relata.

Projeto Nina Abadjieff: O mapa colorido é um atrativo para as crianças que são, nessa fase, muito estimuladas pelo sentido da visão

?Segundo Nina, outros elementos também podem ser inseridos, juntamente com os mapas, para estimular a criatividade e a autonomia nos pequenos. “Quartos lúdicos e montessorianos são excelentes maneiras de deixar a criança mais independente e interessada pelo universo que a envolve. Brinquedos educativos e que tenham seu espaço certo para ser guardado para não ter a poluição visual no ambiente são uma excelente pedida também. Além disso, podemos fazer elementos em marcenaria para despertar e aguçar ainda mais a curiosidade das crianças”, encerra.

 

 

Fonte: Mão Dupla Comunicação


Copyright Portal Obra24horas | 2005-2018
Contato: (011) 3124-5324 | Termos de Uso