/ Login

Não é Cadastrado?

Cadastre-se agora mesmo!
PVC conquista setor de construção civil

PVC é o plástico mais utilizado em diversos setores
O PVC é um plástico que tem na versatilidade uma de suas maiores virtudes
 
Suas características permitem que ele esteja presente em inúmeras aplicações, desde a construção civil e arquitetura, área médica, passando por setores como o calçadista, entre outros. Mas o que realmente impressiona é a vocação social do PVC. Atualmente, 70% de seus produtos finais são destinados a atender carências básicas da população como saneamento, saúde, habitação e agroindústria. Em diversos destes setores, o PVC é o plástico mais utilizado, como dentro de um hospital, no transporte de água potável e esgoto, nas embalagens de medicamentos e na própria construção civil.
 
Vale destacar a presença do PVC na construção civil. Já faz algum tempo que a relação do PVC com este setor deixou de se basear exclusivamente em tubos e conexões, sua mais conhecida aplicação. Hoje é possível construir uma casa inteira utilizando produtos de PVC: desde o piso até forro e telhado, passando pelas portas e janelas, chegando a fios e cabos e piscinas.
 
A construção civil responde por 64% do consumo aparente de PVC, o que mostra suas vantagens para essa aplicação. Suas propriedades de isolamento térmico e acústico, longa vida útil e baixa manutenção são algumas das características que dão ao PVC ótima relação custo-benefício, oferecendo, assim, a competitividade necessária para abrir as portas do PVC neste segmento.
 
Além dos benefícios técnicos e estéticos oferecidos pelos produtos de PVC na construção civil, o PVC dá importante contribuição para o Desenvolvimento Sustentável. Um dos exemplos mais interessantes são as janelas de PVC que devido ao seu excelente poder de isolamento térmico, frente aos materiais mais tradicionais, contribuem definitivamente para a redução da emissão de gases causadores do efeito estufa, característicos de processos de refrigeração e calefação de casas, por exemplo.
 
Enquanto no Brasil o mercado de janelas de PVC responde por pouco mais de 1,5% do total, na Europa e Estados Unidos o mercado atinge índices superiores a 55%. Na Inglaterra o PVC responde por 70% das janelas ali utilizadas.
 
No entanto, a tendência de crescimento é fortíssima, a reboque não só de suas qualidades técnicas, mas também por suas vantagens ambientais. No Japão, por exemplo, onde o mercado de janelas de PVC não chega a 10%, o governo tem incentivado o uso das janelas de PVC, vislumbrando nisso uma oportunidade de atingir mais facilmente as metas do país estabelecidas pelo Protocolo de Kyoto.
 
O Japão deve reduzir, até 2012, 6% da sua taxa de emissão de dióxido de carbono (CO2) emitida em 1990. A situação preocupa, pois em 2002 o índice de CO2 subiu 10% em relação ao ano base. Um estudo do VEC – Vinyl Environmental Council, apresentado na Conferência Mundial Sustainable Building em 2005, mostra que as janelas de PVC podem dar importante contribuição para que o Japão atinja a sua meta. 
 
O estudo mostra que durante o inverno, uma casa típica japonesa perde para o ambiente externo 48% do calor gerado por sistemas de calefação só através das janelas de alumínio. Da mesma forma, no verão, 71% do calor absorvido do ambiente externo se dá através das janelas de alumínio. Devido ao poder de isolamento térmico das janelas de PVC ser três vezes maior que as janelas de alumínio, o governo tem incentivado o uso do PVC nesta aplicação, esperando que o consumo de energia para calefação e refrigeração em residências caia significativamente e, na mesma proporção, se reduza a emissão de CO2 para a atmosfera.
 
A cadeia produtiva do PVC tem dado importante contribuição para o desenvolvimento sustentável, ajudando na conservação dos recursos naturais, melhorando a qualidade de vida das pessoas e contribuído para o desenvolvimento sócio-econômico.

 

 

 

 

 

Fonte: Instituto do PVC


Matéria veiculada em: 06/05/2006

Envio de e-mail

Seu nome:
Seu E-mail:
Nome do Amigo:
E-mail do Amigo:
Assunto: